Gentilmente, pedimos que seja gentil consigo #setembroamarelo

Este ano a campanha Setembro Amarelo, está completando 5 anos! São cinco anos falando sobre este assunto delicado, muitas vezes velado, mas que não pode ser ignorado, afinal; depressão não é bobagem! Essa campanha vem desmistificando o tema e ajudando não só as pessoas que sofrem de depressão, mas também as que convivem com elas.

O momento em que vivemos, por si só, vem potencializando nossos sentimentos; ansiedade, angústia e algumas neuras doidas, batem na nossa porta!
Relaxa, que é natural, está todo mundo meio confuso mesmo, viu? Importante é ficar de olho, monitorar a intensidade dos sentimentos e claro, buscar sempre ajuda de um profissional que você confie!

Algumas dicas legais:
Pegue leve com você e não se cobre tanto! A quarentena não é uma gincana como mostram as redes sociais; quem cozinha melhor, quem leu mais livros, quem perdeu mais peso ou etc...cada pessoa está no seu momento e cada momento é único, portanto, não compare o seu processo.
Se acolha; tá tudo bem não estar bem o tempo todo! Quando você fica triste, ansioso, com medo, escute o que esse sentimento quer te ensinar, o que ele quer te contar. Não o ignore, abra a porta, deixe ele entrar, mas não lhe sirva um chá...deixe que ele vá embora e não fique para o jantar. Não se apegue as sensações!

O distanciamento social, não significa isolamento social; faz uma chamada de vídeo com a família, com os amigos. Marca um happy hour virtual! Capricha no afeto; todos nós estamos passando juntos por este momento, ninguém solta a mão de ninguém! (mas depois passa álcool gel, tá?)

Pratique atividades físicas que sejam legais pra você; nem que seja subir e descer de escada quando você for colocar o lixo pra fora de casa; o corpo precisa dessa liberação de neurotransmissores pra aumentar nossa sensação de bem estar!

Seja gentil com os outros, mas principalmente com você; se cuide, se ame, tenha seus próprios rituais; sejam eles místicos, de beleza, de relaxamento, de estudos...mas tire um tempo pra se conectar com você.

Nunca invalide o que você sente e sempre peça ajuda profissional; fazer terapia pode te abrir um portal de autoconhecimento incrível!


Se você convive com alguém que sofre de depressão ou percebeu algum sinal/ comportamento diferente em um amigo; não hesite em pedir ajuda! Mas sobretudo, esteja presente, se coloque disponível! As vezes as pessoas enfrentam batalhas que a gente nem imagina; aí sim, esquenta a água, prepara o chá e fica para o jantar. Apoio e afeto, nunca são demais!

Texto por Jaqueline Gazineu, psicóloga.